Museu Carlos Machado

Voltar

Arte Sacra

Bom Pastor

Autor desconhecido
Escultura Indo-Portuguesa
Marfim
MCM5914

Em Detalhe »

English abstract
 

The evangelization of the world contributed to new developments in religious art, adding new materials to the more tradionally available. As the west moved east, new techiniques helped create new schools for the ivory imaginary.


During the 17th century, the Good Shepherd appears in India as one of the iconographic motifs of greater projection and interest; This particular Shepherd was an acquisition for the Museum in 1990. Of unusual dimensions, it reflects the fusion of cultures between east and west. In the position of a Buddha, the sleeping Infant Jesus is sitting on a heart, presenting himself as the protector of Christianity’s flock, here symbolized by sheep.

Português

Como resultado da evangelização dos povos, surge um expressivo número de esculturas com características luso-orientais, executadas em marfim, madeira ou mistas. É tida por imaginária luso-oriental a que "foi esculpida no Extremo-Oriente por artesãos indígenas, inicialmente sob a égide das missões portuguesas, copiando protótipos ocidentais, insipirando-se neles ou recreando-os em variantes próprias, mas utilizando materiais e técnicas locais e actuando sob o influxo da etnia e dos cânones das artes e religiões ancestrais, dos países respectivos"1. As quatro grandes escolas da imaginária em marfim abrangiam as produções do Indostão continental (indo-portuguesa), da ilha de Ceilão (cíngalo-portuguesa), da China (sino-portuguesa) e do Japão (nipo-portuguesa).

Os séculos XVII e XVIII foram o período áureo da produção artística dessas esculturas, que podem ser agrupadas de acordo com as diversas figuras sacras do cristianismo, como a Imaginária Mariana, o Ciclo do Nascimento e Infância de Cristo, os Bons Pastores, o Ciclo da Paixão, Morte e Ressurreição de Cristo e dos Santos, principalmente os da Contra-Reforma, fundadores das Ordens Religiosas, Doutores da Igreja, Apóstolos e Evangelistas.

No decorrer de seiscentos, o Bom Pastor traduz-se, na Índia, num dos motivos iconográficos de maior projecção e interesse, pela abundância, originalidade, exotismo e profundo significado das representações simbólicas. Esta escultura é um raro exemplar adquirido pelo Museu na Ilha de São Miguel, em 1990. De invulgares dimensões, a obra reflecte a fusão de culturas entre ocidente e oriente, na qual o Menino Jesus dormente, ou Bom Pastor, em posição de Buda, sentado sobre um coração, se apresenta como protector do rebanho da Cristandade, simbolizada por ovelhas. A peanha está subdividida em três socalcos, sobre uma base circular, constituída por anjos e festões. O primeiro socalco é ocupado pelas grutas revestidas com palmas, estando nas laterais, dos flancos os leões afrentados e, na frontal, Santa Maria Madalena penitente, sentada numa posição indiana e acompanhada do vaso de perfume. No segundo, exibe-se S. Pedro em oração, com a sua coluna e o galo, ladeado por duas pequenas taças com mascarões. Estes constituem duas pequenas taças laterais em que pousam aves bebendo à frente das imagens de Nossa Senhora, de mãos postas, e de S. José, de braços cruzados. O monte é revestido de palmas e outras plantas e conserva os orifícios das ramagens da incompleta Árvora da Vida. O Padre Eterno e o Espírito Santo encimam a composição. [AMSO] 1 Bernardo Ferrão de Tavares e Távora, Imaginária Luso-Oriental, Lisboa, Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 1983, p. XIII

Governo dos Açores, Presidência do Governo, Direcção Regional da Cultura Direcção Regional da Cultura Museu Carlos Machado
MUSEU CARLOS MACHADO
Núcleo de Santa Bárbara
9500-105 Ponta Delgada
Tel. 296 20 29 30/31
Fax. 296 20 29 39
Email: museu.cmachado.info@azores.gov.pt
Símbolo de Acessibilidade na Web [D]

SÍTIO WEB OPTIMIZADO PARA:
800x600 e 1024x768
Internet Explorer 6.0 ou superior
Firefox 2.0 ou superior