Museu Carlos Machado

Voltar

Espécies em Pedra

Brasão de armas de D. Manuel I

Séc. XVI
Lioz
A. 910 x L. 1460 mm
MCM40001

Em Detalhe »

Três elementos formam este conjunto em lioz, atualmente em mostra permanente à entrada da galeria do Núcleo de Arte Sacra do Museu Carlos Machado. Ao centro, o brasão nacional composto por cinco escudos, rodeados por sete castelos; a cada lado, a esfera armilar, símbolo de D. Manuel I, marca da expansão marítima do Reino
É curiosa a história que traz à ilha de São Miguel este brasão de armas nacionais do período manuelino. Segundo Luís Bernardo Leite de Ataíde, pertenceram a D. Rui Gonçalves da Câmara, capitão donatário, (mais tarde, conde de Vila Franca, por graça de D. Filipe I), que trouxe estas pedras para a ilha em 1579, possivelmente para decorar a entrada da sua residência em Ponta Delgada, mandada construir no lugar onde hoje se encontra o Liceu Antero de Quental. A caravela que as transportou acompanhava o galeão de D. Rui que, por sua vez, não chegou a viajar para São Miguel, dada a indisposição da esposa do capitão, que não suportava o enjoo do mar, visto "vir pejada" (1). A dita caravela fez viagem até Ponta Delgada, deixando para trás toda a sua mercadoria, exceto uma cama e as ditas pedras.
Opinião diferente sobre a razão que levou D. Rui Gonçalves da Câmara a regressar a Lisboa mal tinha navegado poucas léguas da capital, teve Francisco Faria e Maia, que opina ter tido o capitão donatário vontade de ver a questão da sucessão do Reino resolvida com outros contornos, antes de chegar às ilhas a mando de um rei castelhano - o que acabou por fazer, no entanto, poucos anos mais tarde. (2)
Tendo sido encontradas na construção do atual liceu, foram oferecidas ao Museu Carlos Machado pelo seu então reitor, Jeremias da Costa. Leite de Ataíde considera ainda que "as carcomidas pedras do museu são pois os últimos vestígios da intensa actividade exercida em S. Miguel por D. Ruy Gonçalves da Câmara no campo da arte de construir, testemunhas sobreviventes dos esplendores dessa antiga família em cujas mãos se manteve o governo da terra durante séculos" (3)

[HAC]

1 - Ou seja, grávida. In: ATAÍDE, Luís Bernardo Leite de - Etnografia arte e vida antiga dos Açores, Ed. Facsimile, Ponta Delgada: Direção Regional da Cultura, 2011, pág. 205.

2 - Confira-se MAIA, Francisco de Athayde M. de Faria e - Capitães dos donatários. 1439-1766, 4ª edição, Ponta Delgada: Instituto Cultural de Ponta Delgada, 1988, pp. 104-105.

3 - ATAÍDE, Luís Bernardo Leite de, Ob. Cit., pág. 206

Governo dos Açores, Presidência do Governo, Direcção Regional da Cultura Direcção Regional da Cultura Museu Carlos Machado
MUSEU CARLOS MACHADO
Núcleo de Santa Bárbara
9500-105 Ponta Delgada
Tel. 296 20 29 30/31
Fax. 296 20 29 39
Email: museu.cmachado.info@azores.gov.pt
Símbolo de Acessibilidade na Web [D]

SÍTIO WEB OPTIMIZADO PARA:
800x600 e 1024x768
Internet Explorer 6.0 ou superior
Firefox 2.0 ou superior