Museu Carlos Machado

Voltar

Arte Sacra

Coroação da Virgem

Vasco Pereira Lusitano (1535-1609)
Séc. XVII (1604)
Óleo sobre madeira
A 245 x L 182 cm
MCMD5720

Em Detalhe »

Uma das mais curiosas pinturas pertencentes à antiga Igreja do Colégio dos Jesuítas de Ponta Delgada, actualmente Núcleo de Arte Sacra do Museu Carlos Machado, é a que representa a Coroação da Virgem, entre anjos músicos, pintada a óleo sobre madeira de carvalho, pelo reconhecido artista português Vasco Pereira Lusitano (1535-1609). Executada em Sevilha, em pleno domínio filipino, nela se encontra a inscrição ". asco pereira lusitano pin/tava em sevilha. año 1604, en/el mes de febrero". Tem sido objecto de vários estudos, tanto pela sua qualidade pictórica, como pela representação iconográfica da Virgem em Assunção, coroada pelo Padre Eterno, inspirado pelo Divino Espírito Santo. Ao colo de Nossa Senhora está o Menino Jesus e, à volta da composição central, anjos e arcanjos, querubins e serafins entoam cânticos ou tangem instrumentos musicais. Vasco Pereira Lusitano foi um dos artistas mais destacados do último terço da Sevilha quinhentista. Natural de Lisboa, onde nasceu, produziu na capital da arte espanhola grandes composições, nomeadamente para os jesuítas sevilhanos, o que ajuda a compreender a sua presença nos Açores. Através da sua biografia, publicada por Juan Miguel Serrera, numa separata do Archivo Hispalense, com o título Vasco Pereira, um Pintor Portugues en la Sevilla del ultimo tercio del siglo XVI, confirma-se que este artista pintou, com cerca de 68 anos, uma outra Virgem com o Menino e Santos, da colecção Cepeda, um ano antes de ter executado esta magnífica obra da Igreja do Colégio de Ponta Delgada. A comparação destas tábuas de grande qualidade pictórica com outras do mesmo autor vem reforçar o seu prestígio, numa fase avançada da sua vida, sendo estas duas das últimas obras da sua vasta produção. Esta pintura integrou a grande espoxição que teve lugar no Centro Cultural de Belém, em 1995, sobre A Pintura Maneirista em Portugal - a Arte no Tempo de Camões, em cujo catálogo está reproduzida, conjuntamente com o registo. O facto de ter sido encontrada encoberta por uma tela com a mesma composição, mas de significativa inferioridade plástica, levanta inúmeras questões sobre a sua camuflagem. No ano em que a Igreja do Colégio foi doada à Câmara Municipal de Ponta Delgada, em 1973, foram seleccionadas, para restauro em Lisboa, quatro das vinte e sete pinturas que constituem o acervo proveniente da época dos Jesuítas. Ao ser retirada da parede da nave, do lado do Evangelho, a pintura que representava a Coroação da Virgem, envolvida por uma rica moldura em talha seiscentista, descobriram, por baixo da tela, várias tábuas deterioradas, que constituíam o suporte de uma obra de excepcional qualidade. Removida a tela, foi averiguada a existência da inscrição acima indicada, na parte inferior da pintura original, sobre a madeira de carvalho, felizmente não tingida pelos xilófagos e pela excessiva humidade relativa do ambiente, tendo-se confirmado que se estava perante uma relevante obra de arte do reconhecido pintor Vasco Pereira Lusitano. Que razões terão levado a ocultar durante séculos tão preciosa obra de arte, na antiga Igreja do Colégio de Ponta Delgada? [AMSO]

Governo dos Açores, Presidência do Governo, Direcção Regional da Cultura Direcção Regional da Cultura Museu Carlos Machado
MUSEU CARLOS MACHADO
Núcleo de Santa Bárbara
9500-105 Ponta Delgada
Tel. 296 20 29 30/31
Fax. 296 20 29 39
Email: museu.cmachado.info@azores.gov.pt
Símbolo de Acessibilidade na Web [D]

SÍTIO WEB OPTIMIZADO PARA:
800x600 e 1024x768
Internet Explorer 6.0 ou superior
Firefox 2.0 ou superior