Museu Carlos Machado

Voltar

Arte Sacra

Coroa e cetro do Espírito Santo

Prata
Séc. XVII
A 20 x D 20 cm x C 36 cm
MCM6256

Em Detalhe »

A coroa e o cetro, símbolos de legitimidade e poder normalmente apanágio de monarcas e imperadores, são, a par da bandeira, as insígnias mais importantes das Festas do Divino Espírito Santo, que têm especial relevo nas ilhas dos Açores.

Centradas no domingo de Pentecostes, dia em que a igreja Católica celebra a descida do Espirito Santo sobre os Apóstolos e a Virgem Maria, as festividades prolongam-se, em muitas localidades, até ao início do verão e constituem uma das mais genuínas expressões religiosas dos açorianos, cujo ponto alto é a coroação de um devoto, com a coroa o Império do Espirito Santo.

Proveniente da Igreja do antigo Recolhimento de Santa Bárbara, de Ponta Delgada, esta é uma coroa fechada, de prata batida e lavrada, com quatro imperiais (hastes ou braços) recortadas, unidas no cimo, com uma pomba de asas abertas poisada sobre uma esfera simbolizando o globo terrestre.

A base da coroa é fechada com aro de fundo liso, ornamentado com motivos “ponta de diamante”, e encimado por uma cercadura entrançada. O corpo, vazado, é preenchido por elementos vegetalistas.

O cetro, que a acompanha, igualmente em prata, é segmentado em quatro registos troncocónicos, os dois primeiros lisos, o terceiro possui elementos decorativos aplicados e o quarto, balaustrado, termina com a representação, em vulto, da pomba do Espírito Santo.

[AF]

 

Governo dos Açores, Presidência do Governo, Direcção Regional da Cultura Direcção Regional da Cultura Museu Carlos Machado
MUSEU CARLOS MACHADO
Núcleo de Santa Bárbara
9500-105 Ponta Delgada
Tel. 296 20 29 30/31
Fax. 296 20 29 39
Email: museu.cmachado.info@azores.gov.pt
Símbolo de Acessibilidade na Web [D]

SÍTIO WEB OPTIMIZADO PARA:
800x600 e 1024x768
Internet Explorer 6.0 ou superior
Firefox 2.0 ou superior