Museu Carlos Machado

Voltar

Arte

Desencontro

Álvaro Raposo de França (1940)
1982
Bronze, vidro e basalto
A 60, A 42,5, A 60
MCM6373

Em Detalhe »

English abstract

Álvaro Raposo de França was born in Ponta Delgada in 1940. He graduated from the School of Fine Arts of Porto in 1965 and concluded the major in Educational Sciences at University of Coimba in 1972.

His work reflects the mental structure of 20th Century sculpture, experimenting with form to the idea's benefit. França's work includes public sculptures as part of official public orders, as well as a particularly expressive individual repertoire. Desencontro ("Mismatch") from 1982 is part of a series of simplified figures with strong emotional impact. It personifies several types of distances, no just physical but mental as well.

Português

Álvaro Raposo de França nasceu em Ponta Delgada, em 1940. Licenciou-se em Escultura na Escola de Belas Artes do Porto, em 1965 e concluiu o Curso de Ciências Pedagógicas na Universidade de Coimbra, em 1972. Foi Professor na Escola Secundária Antero de Quental de 1965 a 1989, ano que ingressou, como Professor auxiliar, na Escola de Belas Artes de Lisboa.

A obra de Raposo de França reflecte a estrutura mental da escultura do século XX, como experimentação de manifestações criativas com suporte na transformação da forma em benefício da Ideia. O trabalho deste artista integra esculturas públicas, de grande porte, resultado de encomendas oficiais, e uma obra paralela de criação individual, de grande expressividade e movimento. Das esculturas de vulto indica-se, como exemplo, o Monumento ao Emigrante Açoriano (1997), em Ponta Delgada, e, de carácter geométrico, os trabalhos resultantes do 1º Simpósio de Esculturas em ferro, realizado em Paio Pires, em 1997, como Pirite, que corresponde a uma série de cubos em equilíbrio, expostos nesta cidade.

A escultura "Desencontro", realizada em 1982, faz parte de uma série de figuras simplificadas, de pequenas dimensões e formas curvas, com forte emoção estética. Esta obra, representa figuras anónimas, sendo uma alusão a distâncias de várias naturezas. A noção de perto e longe pode ser analisada através desta escultura, não correspondendo apenas a um fenómeno físico mas sim mental. Neste trabalho Raposo de França, utilizando vários materiais frios, como o bronze, a pedra e o vidro, faz alusão a uma separação de opostos, representados pela figura masculina e feminina. O efeito das sombras no vidro remete para uma interligação possível, mesmo que abstracta. A pedra vulcânica, como material estético, marca o local de origem do artista.

O Museu Carlos Machado possui no seu espólio esculturas deste artista, entre as quais se refere Cabeça de Profeta (1963), Mulher Sentada (1967), Tacto (1972), Romeiros (1989), Cabeça de Jovem (1984), Praia IX (1990), Mãe e Filho (1990) e Primeiros Passos (2003).

[MTO]

Governo dos Açores, Presidência do Governo, Direcção Regional da Cultura Direcção Regional da Cultura Museu Carlos Machado
MUSEU CARLOS MACHADO
Núcleo de Santa Bárbara
9500-105 Ponta Delgada
Tel. 296 20 29 30/31
Fax. 296 20 29 39
Email: museu.cmachado.info@azores.gov.pt
Símbolo de Acessibilidade na Web [D]

SÍTIO WEB OPTIMIZADO PARA:
800x600 e 1024x768
Internet Explorer 6.0 ou superior
Firefox 2.0 ou superior