Museu Carlos Machado

Voltar

Espécies em Pedra

Pedra de armas manuelina de Gaspar do Rego Baldaia

Séc. XVI
Calcário
A 1040 x L 880 mm
MCM40002

Em Detalhe »

A vila de Ponta Delgada foi elevada à categoria de cidade por decisão de D. João III, a 2 de abril de 1546. Gaspar do Rego Baldaia enviou para a ilha o alvará e, estando na corte, beijou a mão a El-Rei pela graça concedida à cidade onde elegera viver. (1)

Primeiro filho de Gonçalo do Rego e Maria Baldaia, ambos fidalgos, mudou-se com o pai e três irmãos da cidade do Porto para a ilha de São Miguel, após o falecimento da mãe. Do seu segundo casamento (com D. Margarida de Sá) nasceu filho único, Francisco do Rego de Sá, que viria a ser grão capitão do Reino e defenderia, por muitas vezes, as ilhas dos constantes ataques de corsários da época. Por alvará régio de 23 de maio de 1551, Gaspar do Rego Baldaia é considerado "fora e acima da jurisdição do Capitão da Ilha"(2).

Em 1572, por seu testamento, torna a Igreja de S. Sebastião como lugar de sua sepultura, dando de sua terça para a construção, nesse templo, de uma capela de invocação a Nossa Senhora da Glória ou da Assunção, "para nela ter sepultura com tampa de pedra lioz contendo o escudo de armas da família Rego", conforme evidencia Nestor de Sousa (3).

Ora, aquando da construção de um anexo, foi recuperada esta pedra de armas, estando hoje no claustro do convento de Santo André, núcleo sede do Museu Carlos Machado. As armas dos Rego mostram três vieiras no seu escudo, encimadas por elmo e no timbre outra vieira, ladeada por dois penachos. Segundo Sérgio Avelar, estamos perante "uma das mais belas pedras de armas quinhentistas portuguesas" (4)

[HAC]

1 - ALVERNE, Fr. Agostinho de Monte - Crónicas de S. João Evangelista das ilhas dos Açores, Vol. II, 2ª edição, Ponta Delgada: Instituto Cultural de Ponta Delgada, 1994, pág. 23.

2 - ANDRADE, José - Concelho de Ponta Delgada. 500 anos de de História, cronologia de figuras e factos 1499-1999, Ponta Delgada: C.M.P.D, 2003, pág. 39

3 - SOUSA, Nestor de - A arquitectura religiosa de Ponta Delgada nos séculos XVI a XVIII. Ponta Delgada: Universidade dos Açores, pág. 121

4 - AVELAR, Sérgio - Pedras d'armas e armas tumulares do império português. Tomo I - Açores, Ponta Delgada: Ed. Letras Lavradas, 2012, pág. 100.

Governo dos Açores, Presidência do Governo, Direcção Regional da Cultura Direcção Regional da Cultura Museu Carlos Machado
MUSEU CARLOS MACHADO
Núcleo de Santa Bárbara
9500-105 Ponta Delgada
Tel. 296 20 29 30/31
Fax. 296 20 29 39
Email: museu.cmachado.info@azores.gov.pt
Símbolo de Acessibilidade na Web [D]

SÍTIO WEB OPTIMIZADO PARA:
800x600 e 1024x768
Internet Explorer 6.0 ou superior
Firefox 2.0 ou superior