Pelágica

Exposição de Mané Pacheco

Núcleo de Santo André
16.7 - 15.10
Pelágica reflete sobre a recente classificação do arquipélago dos Açores como um Hope Spot.

Pelágica reflete sobre a recente classificação do arquipélago dos Açores como um Hope Spot: área crítica para a conservação dos oceanos (e da vida na terra), resultante da sua única e excecional biodiversidade marinha. As condições geográficas e demográficas dos Açores, geralmente apresentadas enquanto ‘obstáculos’, tornam-se agora uma vantagem evolutiva, evidenciando este lugar como único para a preservação e conhecimento das dinâmicas entre seres vivos. A exploração pelágica introduz-nos organismos e ambientes nunca antes observados, e é nesta esfera que o projeto adquire espaço para a especulação sobre o invisível submerso como lugar de potencial cooperação ecossistémica (com o ser humano e a tecnologia), propondo relações matriciais com possíveis evoluções filogenéticas passadas ou futuras. Em Pelágica, presume-se que estas relações (positivas) são uma forma de (bio)inteligência coletiva.

 

 

 

 

Outros Destaques

foto do item

Domingos Rebêlo

A exposição é um tributo ao pintor Domingos Rebêlo enquanto figura central do panorama artístico açoriano do século XX.
foto do item

Canto da Maya

A exposição de longa duração apresenta a vida e a produção artística de um dos maiores vultos da escultura açoriana e nacional da primeira metade do século XX.