Projetos

O Museu Carlos Machado posiciona-se como um espaço inclusivo, lugar de confluências, convivialidade, de pensamento critico e de práticas que permitam refletir sobre o meio que o envolve. Nesse sentido, o Museu estabelece projetos com instituições no território em que se insere, e não só, ampliando a sua perspetiva de descentralização do seu conhecimento, fortalecendo o seu papel educativo e fomentando o relacionamento entre o museu e os públicos.

Museu e a Escola

No âmbito deste projeto, é nomeado um Professor Representante do Museu na Escola, que funciona como o elo de ligação entre as duas instituições, permitindo assim, que a divulgação das atividades realizadas no Museu, sejam mais eficazes e que a comunidade escolar possa mais facilmente criar projetos em parceria com o Museu.

 

De Fenais a Fenais

O projeto De Fenais a Fenais traduz a vontade do Museu Carlos Machado, enquanto museu de território, de encorajar uma relação próxima entre o Património e as várias pessoas que fazem um território.

Tem como campo de ação quatro freguesias da costa norte da ilha de São Miguel (Fenais da Luz, Rabo de Peixe, Maia e Fenais da Ajuda) num projeto que assume o Património e as Artes como matriz do desenvolvimento local. Por um lado incentiva o estudo e divulgação do património local único de cada freguesia, por outro reconhece o papel da atividade e da inovação no despoletar de novos caminhos que tenham em simultâneo significado cultural, valor económico, alcance ambiental e impacto social na melhoria das condições de bem-estar global das populações e na criação de uma competitividade territorial que promova a coesão social.

Ao longo dos próximos meses, partilharemos o trabalho que o projeto tem vindo a desenvolver, através das equipas de Património Cultural Imaterial e de Serviço Educativo do Museu Carlos Machado, nestas quatro freguesias.

Museu Móvel

Criado em 2008, o projeto Museu Móvel pretende divulgar o acervo do Museu Carlos Machado junto das populações mais afastadas dos edifícios sede do museu. Ao longo ano serão realizadas diversas ações de dinamização cultural, que contribuem para afirmar o MCM como Museu Inclusivo e de Território, que não se restringe à cidade onde está implantado, mas que se estende a toda a ilha da qual absorve e trabalha as identidades das gentes micaelenses.